• Supermercado Couto Lagarto - O melhor supemercado da região bem pertinho de você

Depatri prende investigado por golpe contra 600 vítimas e prejuízo de R$ 40 milhões em Sergipe

Depatri

Uma ação policial do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), por meio da Delegacia de Defraudações e Combate à Pirataria (DDCP) e com apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), resultou no cumprimento do mandado de prisão de um homem investigado por um golpe contra 600 vítimas, que gerou um prejuízo de R$ 40 milhões. A prisão ocorreu no  bairro Jabotiana, em Aracaju, nessa segunda-feira, 28. A ação policial foi divulgada nesta terça-feira, 29. O nome da empresa investigada é Manager Trading. 

De acordo com a delegada Launa Guedes, durante as investigações, foi evidenciado que a empresa liderada pelo investigado possuía um site e aplicativo, onde os valores investidos pelas vítimas eram espelhados diariamente. 

“A fraude consistia em informar no site e no aplicativo uma rentabilidade que não correspondia à realidade, no intuito de induzir os investidores a erro, levando-os à realização de novos aportes e manutenção dos valores aplicados”, acrescentou Lauana Guedes.

Segundo a delegada Suirá Paim, além disso, o investigado fornecia informes de rendimentos, para fins de declaração do imposto de renda, com informações falsas. Para atrair as vítimas, eram prometidas alta rentabilidade e garantia quanto ao rendimento do capital investido.

“Para aumentar a credibilidade do golpe, o investigado colocou sua marca como patrocinadora oficial de um clube de futebol de grande evidência no estado, além de abrir inúmeras empresas, expondo o patrimônio adquirido nas redes sociais”, complementou Suirá Paim.

As investigações seguem em andamento. A Polícia Civil orienta que eventuais vítimas do golpe procurem o Depatri — ou qualquer outra delegacia – para registrar o boletim de ocorrência. Informações e denúncias sobre o golpe também podem ser repassadas à Polícia Civil pelo Disque-Denúncia, no telefone 181. O sigilo do denunciante é garantido.

PUBLICIDADE
  • Minas Telecom

Deixe uma resposta