• Supermercado Couto Lagarto - O melhor supemercado da região bem pertinho de você

Dois professores da UFS Campus Lagarto são listados em ranking internacional

Professores são considerados destaques em suas áreas de pesquisa

sdfg 0sdg 0s
Professor James Almada da Silva pesquisa plantas medicinais. Imagem: Ana Laura Farias/Campus Lagarto

O campus Lagarto conta com dois professores no ranking internacional AD Scientific Index 2023. Os docentes James Almada da Silva (Farmácia) e Paulo Martins Filho (Educação em Saúde) foram citados nas categorias Ciências Naturais e Patologia Investigativa, respectivamente. O ranking lista os 10 mil cientistas mais influentes em atividade na América Latina.

O professor James Almada da Silva pesquisa plantas medicinais. As atividades de pesquisa são realizadas com alunos de graduação e pós-graduação, em parceria com pesquisadores da UFS e de outras universidades. Atualmente, o trabalho do professor engloba diversas plantas, com destaque para o gengibre e canudinho. O professor detém duas patentes (gengibre em pessoas com câncer e canudinho em pessoas com problemas ósseos), no manejo de cada uma dessas plantas.

O docente atua no Departamento de Farmácia do Campus Lagarto e também orienta discentes da Pós-Graduação em Química, que realizam seus trabalhos de pesquisa nos laboratórios de Produtos Naturais Bioativos e de Cromatografia, no campus Lagarto. As pesquisas envolvendo o gengibre e o canudinho já foram realizadas in vitro e em ratos.

Fazer com o que os estudos avancem para a fase de estudos com seres humanos é o objetivo do docente. “Meu principal objetivo na minha vida acadêmica sempre foi contribuir com descobertas que possam efetivamente ajudar a vida das pessoas. Tenho muita sede de que esses achados possam ser transformados em medicamentos. Porém, a coleta nos traz um quantitativo muito pequeno. Para aplicar em seres humanos, existem duas formas: sintetizar a substância em quantitativos maiores ou uma plantação voltada para este fim”, explica. Para isso, o professor está aberto a parcerias com instituições de pesquisa e indústria farmacêutica pelo e-mail [email protected].

sd0 g0 sdg
Professor Paulo Martins Filho realiza pesquisas na área de Epidemiologia. Imagem: Adilson Andrade/Ascom UFS

Já o professor Paulo Martins Filho, do Departamento de Educação em Saúde, atua na área de epidemiologia, área voltada para o estudo da distribuição e determinantes de doenças e condições de saúde em populações humanas. O docente recebeu destaque nos estudos da pandemia de Covid-19, mas também pesquisa outras doenças, como zika e monkeypox.

“Mesmo com a pandemia, diversos outros estudos continuaram a ser desenvolvidos paralelamente, incluindo aqueles com as crianças com microcefalia pelo vírus Zika, os trabalhos realizados dentro do Hospital e Maternidade Santa Isabel, as avaliações de pacientes com asma e rinite, as sínteses de evidência, dentre tantos outros, como a monkeypox”, pontua. De acordo com a base Scopus, o docente tem encabeçado a lisa de pesquisadores no país em relação à produção científica sobre a doença.

O docente atua no campus Lagarto na graduação (Departamento de Educação em Saúde) e mestrado (Programa de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde). Em Aracaju, coordena o Laboratório de Patologia Investigativa e leciona também nos PPGs em Medicina e em Odontologia. O professor Paulo foi agraciado com o título de cidadão aracajuano, conferido pela Câmara Municipal, e cidadania sergipana, concedida pela Assembleia Legislativa de Sergipe. Em 2022, foi também citado no ranking da Universidade de Stanford dentre os mais influentes do mundo. A UFS tem 23 docentes no ranking AD Scientific Index 2023 .

Ana Laura Farias/Campus Lagarto

PUBLICIDADE
  • Minas Telecom

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui