Supermercado Couto

Com Itabaiana e segunda unidade em Lagarto, UFS chega a dez usinas solares

Economia anual com impostos passa dos R$ 400 mil

Mais de R$90.000 em geração mensal de energia. Essa é a previsão para as duas novas usinas que a Universidade Federal de Sergipe acaba de instalar nos campi de Itabaiana e Laranjeiras.

Em fase final de ajustes, as plantas devem entrar em pleno funcionamento ainda em abril e foram pensadas como parte do Programa de Eficiência Energética da instituição.

“Essas duas novas usinas ajudam a consolidar a UFS no posto que ocupa já há algum tempo, de maior produtora de energia solar do estado, passando a gerar uma economia anual com impostos de aproximadamente R$ 420 mil”, explica professor Milthon Serna, assessor do reitor responsável pela implantação dos projetos.

Itabaiana

Sobre o Bloco D do Campus de Itabaiana foram instalados 292 painéis fotovoltaicos de 380Wp cada, totalizando uma potência instalada de 110,96kW. O custo total do investimento foi de R$ 511.158,11.

default

O sistema irá gerar 13.870 kWh/mês de energia, o suficiente para suprir 82 residências familiares, e trará uma economia anual aproximada de R$ 42.800.

Primeiro campus da UFS no interior, Itabaiana completou 15 anos de sua criação em 2021 e abriga sete licenciaturas, além dos bacharelados de Administração, Ciências Contábeis e Sistemas de Informação.

Lagarto

Instalado no prédio da Biblioteca do campus de Lagarto, o novo sistema tem capacidade de geração de 16.245 kWh/mês, o que seria suficiente para atender 96 residências familiares, e possibilita uma economia anual de aproximadamente R$ 50.130.

Contando com 342 painéis fotovoltaicos de 380Wp cada, totalizando uma potência instalada de 129,96kW, seu custo total foi de R$598.685,18.

Este é o segundo sistema instalado no Campus da UFS em Lagarto, estando o primeiro no prédio do Centro de Simulações e Práticas da Saúde, espaço que abriga as clínicas escola dos cursos da Saúde e ambulatórios do Hospital Universitário de Lagarto (HUL).

Criado em 2009, o campus de Lagarto reúne oito especialidades da área de Saúde. O HUL, antigo Hospital Regional de Lagarto, passou a fazer parte em definitivo da estrutura da UFS em 2014.

Próximos passos

Mais duas outras plantas fotovoltaicas estão a caminho na UFS. Equipes trabalham na instalação de um sistema no prédio da Didática VI, na Cidade Universitária, e outro no Departamento de Odontologia, no Campus de Aracaju.

Eficiência energética

A UFS já havia implantado oito sistemas fotovoltaicos: na (1) Engenharia Elétrica, (2) Bicen, (3)Didática V, (4) Ambulatório do Hospital Universitário, (5) Centro de Simulações e Práticas de Lagarto, (6) Didática VII, (7) Codap e (8) Cultart — estes três últimos entregues no início deste ano.

No desenvolvimento do seu Programa de Eficiência Energética, além das iniciativas na geração de energia solar, a instituição investiu, em anos anteriores, na construção de uma subestação de alta tensão 69kV, que proporcionou uma redução quase 20% em seu gasto total com energia.

Para conhecer mais sobre a geração de energia na UFS, acesse a página Eficiência Energética.

Ascom UFS

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui