Supermercado Couto

Lei aprovada na Alese coloca o Parque dos Falcões na rota turística

Com a sanção da Lei Nº 8.765/2020 aprovada na Assembleia Legislativa de Sergipe por iniciativa da deputada Maria Mendonça (PSDB), o Parque dos Falcões localizado no município de Itabaiana passou a ser declarado como Patrimônio Cultural do Estado de Sergipe, reconhecendo a importância da preservação do local que atrai turistas de várias partes do país, principalmente por causa da grande variedade de aves de rapina.

Autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Parque dos Falcões criado por José Percílio Mendonça Costa em 1999, atua como local de proteção e acolhimento de aves de rapina em cativeiro e é reconhecido mundialmente.

Recentemente a deputada Maria Mendonça esteve no parque e destacou a preservação das mais de 500 aves.  “O Parque dos Falcões ganhou mais notoriedade através de uma lei de nossa autoria que reconheceu esse como Patrimônio Cultural do Estado de Sergipe. Esse parque tem uma importância extraordinária para o estado e para o Brasil porque a maioria dessas aves de rapina está em extinção e é preciso que hajam pessoas abnegadas como Percílio; que tenham o cuidado necessário para que elas possam se reproduzir e não tenhamos que sentir o dissabor e o desprazer de que foram extintas completamente. Os visitantes que aqui chegam, sejam brasileiros ou estrangeiros, saem encantados porque esse espaço é um verdadeiro santuário”, ressalta.

Maria Mendonça acrescentou que o município de Itabaiana é privilegiado principalmente por sediar espaços voltados para o turismo ecológico. “Temos a nossa portentosa serra (parque nacional), temos aqui o Parque dos Falcões, os Caldeirões da Ribeira; tudo muito aconchegante para que os ambientalistas e os turistas ecológicos, saiam encantados. Temos vários potenciais e precisamos que os governantes se voltem mais para essa causa, pois o turismo gera divisa, acelera o Produto Interno Bruto, garante emprego e renda, além de levar o nome do nosso estado para o mundo”, entende.

História

Com um jeito muito simples e característico, José Percílio contou que tudo começou quando ele ganhou um ovo de falcão aos sete anos de idade.

“Eu morava na cidade de Areia Branca e ganhei o ovo que gerou o falcão ‘Tito’; com nove anos ganhei o segundo ovo de falcão, que nasceu mesmo a mãe tendo morrido; daí as pessoas sabiam que eu gostava e iam me dando. Teve uma época que deu uma ventania muito forte em Areia Branca e ficaram muitas aves sem asas, tanto que tenho minhas matrizes todas. A mídia me descobriu em 1987 e o Globo Repórter fez uma matéria comigo: ‘o homem que conversa com pássaros’. Em 2000 participei de uma matéria para a Discovery e fui ficando conhecido. Consegui comprar esse terreno por 4 mil reais, comecei a fazer um reflorestamento, as pessoas me ajudavam e a jornalista Silvia Oliveira (in memorian) me botou no turismo; a deputada Maria Mendonça conseguiu trazer energia, o número de aves foi crescendo e graças a Deus hoje estamos com mais de 500 aves”, ressalta.

Funcionando como Centro de Conservação autorizado pelo Ibama, o Parque dos Falcões recebe aves de todo o país. “Temos aves soltas, semi-soltas e presas. O objetivo é a reprodução e conservação das aves de rapina ou de qualquer espécie que chega aqui. São falcões, gaviões, corujas, socós-boi, pombos, patos, gansos, pavões”, complementa o idealizador do espaço.

Visitantes

Localizado no Povoado Gandu II, aos pés da Serra de Itabaiana, o Parque dos Falcões é visitado por turistas, estudantes, biólogos; pesquisadores brasileiros e estrangeiros, sendo um dos únicos locais do país com autorização do IBAMA para a criação das aves em cativeiro. Tornou-se referência no manejo, reprodução e reabilitação das aves maltratadas ou mutiladas pela ação humana.

Entre os visitantes durante o mês de março, a baiana de Salvador Camila Hora conversou com a reportagem da Agência de Notícias Alese, ressaltando estar maravilhada com tudo o que viu. “Desde o ano passado programamos essa visita. Estamos adorando tudo: o espaço, a conservação e conhecer as espécies de aves de rapina. Elas são muito lindas. Estou apaixonada”, enfatiza.

O parque e a história de Percílio já foram destaques em vários programas de TV, a exemplo do Globo Repórter, Ana Maria Braga, Gugu Liberato, Domingão do Faustão, Jô Soares, GNT, National Geographic, ESPN Brasil, além de matérias em jornais de vários países. Atualmente foi convidado para levar uma das aves para fazer um sobrevôo no Clube de Regatas Flamengo (Rio de Janeiro).

A visitação é feita por meio de agendamento pelos números (79) 9 9665- 4905 e (79) 9 9962-8396. As pessoas podem seguir o espaço no Instagram @parquedosfalcoes.

Na última sexta-feira, 25, a TV Alese (canal 5.2) veiculou uma matéria especial sobre a história do Parque dos Falcões. 

Fotos: Aldaci de Souza/Agência de Notícias Alese

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui