Supermercado Couto

Confusão termina com dois baleados no povoado Brasília

Uma dupla tentativa de homicídio foi registrada por volta de 4h30 da manhã do último domingo (13), no conjunto Albano Franco no povoado Brasília, zona rural de Lagarto. Um desentendimento terminou os dois indivíduos baleados.

De acordo com o 7º Batalhão a primeira vítima, um homem identificado como V. C. da C. foi encontrado deitado em um terreno depois de ser alvejado por dois disparos de arma de fogo, um na região lombar e outro de raspão na região torácica. A vítima estava consciente e disse aos policiais que não conhecia o autor dos disparos e que estava na rua onde reside quando um homem a pé se aproximou e disparou contra ele. O SAMU enviou uma ambulância de suporte avançado e após realizar o atendimento pré-hospitalar no local, encaminhou a vítima para o hospital.

Enquanto ainda estavam no local da ocorrência os militares receberam a informação que um menor de idade teria dado entrada no Hospital Universitário de Lagarto (HUL-UFS), também alvejado no povoado Brasília. No hospital os policiais encontraram o menor L. R. P. ele estava acompanhado de sua genitora. “A mesma relatou que o filho estava participando de uma festa que acontecia em um espaço de eventos, localizado às margens da pista. Ele estava acompanhando a primeira vítima e houve um desentendimento com um homem alto, galego, que aparentava ter 25 anos de idade e que, segundo informações, seria do povoado Jenipapo.” disse o 7º Batalhão.

O menor relatou para os policiais que o suposto autor dos disparos os abordou e disparou primeiro no pé do menor e posteriormente fez os disparos contra a segunda vítima. O menor então teria corrido em direção a sua residência, próximo ao local do fato e sido trazido ao hospital por sua mãe e um vizinho, enquanto a segunda vítima ficou no local aguardando o atendimento do SAMU.

A Polícia Militar informou que as vítimas não correm risco de morte. A guarnição empenhou-se, porém não conseguiu localizar o autor dos disparos. O crime deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Por LagartoComoEuVejo.com.br

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui