Supermercado Couto

Hidrômetro registra ar em vez de água e gera gastos inexistentes

Cidadão Lagartense resolve trazer para sociedade um problema recorrente a população Lagartense, a cobrança absurda de valores na conta de água da “DESO” em momentos diferentes ao longo do ano. O cidadão identificado com as iniciais J.M.S, relata que ao longo dos anos vêm observando que em torno de duas vezes no ano acontece esse tipo de cobrança nas contas com valores em dobro ou até mais em contas pessoais e do estabelecimento onde trabalha.

O mesmo ressalta que todo ano quando ocorre isso, procura a agência da DESO e o mesmo têm uma redução na conta, e que, segundo o mesmo só era permitido fazer a redução duas vezes no ano, porem o fato ocorreu no ano passado duas vezes e ao se deslocar a DESO para questionar esse valor, foi repassado que agora só é permitido ao cidadão solicitar a redução da conta com base na média de consumo “UMA VEZ” ao longo do ano, e questionando essa mudança, obteve a informação que é resolução da DESO que alterou.

A situação se torna mais critica devido o fato que sempre a unidade da DESO está com cidadão fazendo a mesma reclamação de que não consumiu e a conta veio mais alta, e a resposta que “todos” recebem é: Já chamou um encanador para verificar se há infiltração?

O pior é que eles pedem a foto com a leitura do registro da Deso, e não se assustem bate certo a leitura, mas a leitura bate certo não é porque o cidadão que na maioria das vezes está no trabalho o dia inteiro consumiu 15, 20 ou 30 mil litros, ou há infiltração, já que a pessoa não mexe em nada da encanação e nos mês seguintes ou posteriores volta ao preço normal, mas sim devido o grande fluxo de ar que passam pelos canos e que o cidadão acaba sendo lesado.

Para tentar uma resposta e um esclarecimento a toda sociedade, aconteceu nesta terça-feira, dia 1º de março, algo que fica claro o que está sendo questionado, em um estabelecimento localizado na praça do Gomes, quando o colega foi abrir a mangueira com água da rua, se deparou com esse “compressor de água da DESO”.

Diante de tais fatos, de situações corriqueiras que acontece com os cidadãos lagartense, o cidadão trás à tona essa problemática e pede que seja esclarecido a sociedade se essas variações nas contas são decorrências de situação como exposta no vídeo.

PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

  1. Pode haver coerência na denúncia, pois ao abrir a torneira, a tendência é o relógio disparar. Então haja com coerência e feche-a. Outro fato interessante é que parte da população danifica o hidrômetro para usar água à vontade e pagar apenas a taxa. É o famoso “GATO”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui