Supermercado Couto

Ibrain Monteiro solicita a regulamentação do “grau de moto” como atividade esportiva

O deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) usou o grande expediente nesta terça-feira, 8, para solicitar a regulamentação do “grau de moto” como atividade esportiva. O grau de moto ou wheeling é a prática de fazer manobras para empinar a motocicleta, deixando a roda dianteira no alto enquanto se equilibra na traseira.

“Protocolamos nesta Casa um Projeto de Lei que propõe a liberação do grau, pois é um esporte que atrai adolescentes e adultos ao desenvolver manobras com suas motos. Infelizmente, dentro do Estado de Sergipe essas pessoas são marginalizadas e muitas vezes não têm o direito de praticar a atividade em suas cidades mesmo com a liberação dos prefeitos em uma área específica, ou seja, há casos até de abordagem policial impedindo a realização desta arte. Por isso, peço ao presidente em exercício Francisco Gualberto e aos demais colegas parlamentares que olhem com carinho este projeto para que possamos o mais breve possível colocar em votação esta propositura com o objetivo de legalizar o esporte e assim, medidas de adequação poderão ser executadas pelos municípios sergipanos”, explicou.

O parlamentar citou ainda estados que já regulamentaram o esporte. “Esse esporte é uma arte que permite uma melhor qualidade de vida destas pessoas.  Maranhão, São Paulo e Curitiba são exemplos de regiões que conseguiram regulamentar o grau e temos associações com mais de 1.500 inscritos e essa atividade ainda é desconhecida porque não existe um PL legalizando o esporte em Sergipe. Vale ressaltar que o grau é diferente do motocross, que por sinal é regulamentado, sendo essa uma modalidade que reúne manobras definidas e muitas competições são realizadas em todo país”, afirmou.

 Aparte

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) fez aparte ao pronunciamento. “Agradeço o aparte que me concede e acho importante que cada município estabeleça uma área dedicada ao esporte, garantindo assim, a segurança de todos e o bom desempenho dos envolvidos. Neste formato eu me somo ao projeto por acreditar que a prática de esporte humaniza, sensibiliza além dos benefícios para a saúde”, concluiu.

Por Shis Vitória/Alese

PUBLICIDADE

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui