Supermercado Couto

Atropelamento de animal termina com indiciamento por maus-tratos em Lagarto

Uma mulher que atropelou um cachorro na última sexta-feira (21), na entrada de um condomínio em Lagarto, foi indiciada pela Polícia Civil por maus tratos, crime previsto no Art. 32 da Lei 9.605/98, que compreende a omissão de socorro.

A partir das imagens das câmeras de monitoramento do condomínio, a Polícia Civil identificou a mulher que conduzia o veículo e a convocaram para prestar depoimento. Também foram ouvidas pessoas que ajudaram a socorrer o animal e presenciaram o fato. A Polícia Civil alerta e relembra a obrigatoriedade de socorrer animais em casos de acidentes de trânsito ou atropelamento, que, se não verificada, configura o crime de maus tratos.

A Polícia Civil informou que, de acordo com a investigação, foi possível concluir que a mulher teve diversas oportunidades para prestar socorro ao animal após o fato, mas não o fez. As imagens mostram que ela aguarda o animal se retirar da rua e continua a seguir seu caminho dentro do veículo. Ainda, segundo depoimentos, a PC também concluiu que a tentativa de prestação de socorro por parte da investigada só ocorreu horas após o fato, quando ela foi procurada por pessoas da região e levou a cadela ao veterinário.

O animal já havia sido socorrido pelos próprios moradores do condomínio e passava bem. As autoridades policiais reforçam a importância da colaboração por parte da sociedade para a solução de crimes como estes. As denúncias podem ser feitas pelo Disque Denúncia, 181, de forma anônima e sigilosa.

Com informações da SSP/SE

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui