Supermercado Couto

Itabaiana é oficialmente a Capital do Primeiro Milagre de Santa Dulce dos Pobres

Oficialmente, o Município de Itabaiana é a Capital do Primeiro Milagre de Santa Dulce dos Pobres. O título foi conferido pela Lei 8.917/2021, sancionada recentemente pelo Governo do Estado, a partir do Projeto de Lei Ordinária (PL 262/2021), de autoria da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB). “É uma alegria vermos essa nossa propositura ser transformada em lei, considerando a importância da Santa Dulce, não só para Itabaiana, mas para Sergipe e para todo o Brasil”, disse.

A parlamentar justificou que propôs o PL por ter sido registrado em Itabaiana, o primeiro milagre atribuído à irmã Dulce, em 2001, quando uma mulher, após dar à luz ao seu segundo filho, na maternidade São José, sofreu uma forte hemorragia por cerca de 18 horas. “O sangramento só cessou após as orações que o padre José Almir de Menezes, fez em nome de Irmã Dulce, de quem era devoto”, contou Maria.

Ao propor o Projeto, aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Sergipe, Maria Mendonça lembrou que, na época do episódio com a paciente, um médico que a acompanhava chegou a dizer que “só um milagre a salvaria”. De pronto, a irmã do padre Almir o chamou e, com a imagem da religiosa nas mãos, perguntou se a mulher acreditava que Irmã Dulce poderia interceder. Ela disse que sim e a partir daí, iniciou-se uma corrente de oração, resultando no estancamento do sangue e na sua recuperação”.

Maria recordou que o caso foi analisado por dez médicos brasileiros e seis italianos, sem que houvesse qualquer explicação científica que justificasse, tanto a sobrevivência como a breve recuperação da sergipana. “Ela já havia sido desenganada”, destacou a deputada.

Por Assessoria do Parlamentar

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui