Supermercado Couto

Aracaju: mulher acusa pastor de abuso sexual

Nesta sexta-feira (17) uma mulher procurou a TV Atalaia para realizar uma denúncia: o pastor teria abusado sexualmente dela.

A vítima, que prefere não se identificar, tem 26 anos. Ela buscou a igreja, no bairro Coroa do Meio, na última quarta-feira (15) a noite após o marido sofrer um derrame no domingo (12).

“Quando cheguei na igreja, ele (pastor) disse que Deus tinha uma revelação para mim, que era para eu ir umas nove horas da manhã do outro dia”, pontuou.

Ontem, quando retornou à igreja, o pastor disse que ela estava com uma pomba gira (que é considerada uma entidade espiritual das religiões de matriz africana). “Ele disse que minha pomba gira queria me matar […]. Eu estava muito, muito, muito desesperada […], falou.

Entretanto, o líder religioso disse que precisaria que ela confiasse nele e a levaria para um lugar onde faria o ritual, pois na igreja não daria devido ao barulho.

“Ele veio com o carro dele e me levou para um apartamento, nunca pensei o que ela ia fazer comigo. […] Ele começou a orar em mim e disse ‘bora começar a primeira etapa’, eu perguntei qual era. Ele disse que tinha que ficar pelada. Aí ele falou, ‘você quer se libertar?’, ele falava toda hora isso. Tirei minha roupa, fiquei de calcinha, ele disse que devia tirar a calcinha também”, explicou em lágrimas.

Nesse momento, o pastor começou a tocar nas regiões íntimas da vítima, que não compreendia o que estava acontecendo e começou a sentir medo.

“Eu fui atrás de uma cura do AVC do meu marido. Ele usou desse momento que eu estava […] eu não estava conseguindo, aí passou um negócio na minha cabeça dizendo ‘fique quieta, senão você vai morrer'”

contou a vítima.

A vítima já fez exame de corpo de delito, prestou boletim de ocorrência e agora vai passar por acompanhamento psicológico devido aos traumas.

A8SE – Entramos em contato com a igreja, mas não conseguimos retorno. O espaço fica aberto caso a instituição queira se pronunciar.

Por: A8SE

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui