• Supermercado Couto Lagarto - O melhor supemercado da região bem pertinho de você

Vacina contra a dengue é incorporada no Programa Nacional de Imunização

Mesmo com a vacina, a SES chama atenção para os cuidados com o Aedes aegypti

(Foto: Ascom SES)

O Ministério da Saúde (MS) incorporou a vacina contra a dengue no Sistema Único de Saúde (SUS). O imunizante, conhecido como Qdenga, foi aprovado em março de 2023 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas não será utilizado inicialmente em larga escala devido à restrição no fornecimento de doses pelo laboratório fabricante. Mesmo com a vacina, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama atenção para os cuidados com o Aedes aegypti. 

De acordo com o diretor de Vigilância Epidemiológica da SES, Marco Aurélio Góes, o estado está bastante otimista, apesar das limitações no número de doses em todo o país. “Estamos na fase de definição da faixa etária e regiões do país que terão mais impacto com a vacina, seguindo o que a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza. Então, não temos ainda a estimativa de quantas doses irão chegar para Sergipe e nem quando chegarão, porque as seis milhões de doses serão entregues de forma gradativa”, explicou o diretor. 

Continua após a publicidade..

Com relação ao cenário epidemiológico em Sergipe, foram registrados, no ano passado, 2.771 casos de dengue, 1.591 de chikungunya e 215 de zika, número considerado mais baixo que em 2022, quando foram contabilizados 5.142 casos de dengue, 1.591 de chikungunya e 156 de zika. É importante observar que esses dados ainda estão em fase de atualização do sistema.

Para controlar a circulação do mosquito vetor, a SES, juntamente com os municípios sergipanos, segue trabalhando para o controle do mosquito transmissor com capacitações para os agentes de endemias e coordenadores municipais e das equipes que atuam na Rede de Urgência para o atendimento de doenças, além do monitoramento das ações de campo e avaliação do risco nos territórios. Caso o município apresente alguma localidade em alto risco, a secretaria entra com medida complementar do carro fumacê. 

Prevenção

É importante reforçar que o Aedes aegypti não transmite apenas a dengue, como também a chikungunya e a zika. Por isso, a população deve continuar seguindo algumas medidas preventivas como retirar o lixo acumulado nos quintais da residência, observar os reservatórios de água e limpar as calhas dos telhados são algumas precauções para o controle eficaz contra o mosquito.

Continua após a publicidade..

Sintomas

Os sintomas envolvendo dengue, zika e chikungunya geralmente são comuns entre si, como febre e dor de cabeça. Em caso de outros sintomas mais específicos, é necessário procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima.

PUBLICIDADE
  • Minas Telecom

Deixe uma resposta