• Supermercado Couto Lagarto - O melhor supemercado da região bem pertinho de você

Mulher é assassinada a facadas em Riachão do Dantas; ex-companheiro é o principal suspeito

Jocilene dos Santos, de 32 anos, foi encontrada morta em um terreno baldio na noite do último sábado (13). A Polícia Militar atendeu à ocorrência e constatou que a vítima foi brutalmente assassinada a facadas.

De acordo com informações da Polícia Civil, o principal suspeito do crime é o ex-companheiro de Jocilene. O delegado Bruno Santana revelou que imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que os dois foram vistos juntos, dirigindo-se ao local do crime.

Continua após a publicidade..

O relacionamento conturbado entre Jocilene e o suspeito já era conhecido pelas autoridades. O filho da vítima, Carlos Eduardo Santos, relatou que a violência começou há 13 anos, quando o ex-companheiro de sua mãe desferiu facadas nos seios dela, seguido de outro ataque com faca, e chegou a incendiar a casa.

“Ele já tinha tentado matá-la outras duas vezes e agora conseguiu”, lamentou Carlos Eduardo. Jocilene deixa cinco filhos, dois deles frutos do relacionamento com o suspeito.

O corpo de Jocilene foi sepultado no cemitério local no final da tarde deste domingo, em meio a lágrimas e consternação da comunidade. Enquanto isso, o suspeito do crime foi localizado e conduzido à delegacia de Riachão do Dantas. Após prestar depoimento, foi liberado pelo delegado plantonista, gerando revolta entre familiares e amigos da vítima.

O delegado Bruno Santana insta a comunidade a colaborar com informações que possam contribuir para as investigações, incentivando a população a utilizar o Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido, e qualquer detalhe pode ser crucial para esclarecer este crime hediondo. A busca por justiça continua, enquanto a cidade se une em luto pela perda de mais uma vida para a violência doméstica.

Continua após a publicidade..
PUBLICIDADE
  • Minas Telecom

2 COMENTÁRIOS

  1. O Que me revolta é isso , prestou depoimento e foi liberado, agora se um familiar da vítima vai lá e manda esse vagabundo pro inferno , vai preso sem direito nem falar , Ê Justiça falha

  2. Minha mãe tem 8 anos que sofre agressão,deu parte mas nada adiantou,tenho medo disso acontecer,ela já voltou com o indivído ,meu meno e chega até um caso desse de morte ,estou de mãos atadas não sei o que fazer

Deixe uma resposta