• Supermercado Couto Lagarto - O melhor supemercado da região bem pertinho de você

Rastro de luz no céu pode ser da queda dos restos de foguete chinês

Fenômeno foi notado em Sergipe e outros estados

Um rastro de luz no céu chamou atenção de moradores de Lagarto e diversas cidades do nordeste na noite de sexta-feira (22). O professor Augusto Almeida, coordenador da Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju (CCTECA), disse em entrevista ao G1 que o fenômeno foi originado por lixo espacial.

“O que observemos foi uma entrada de detritos de lixo espacial, geralmente restos de partes de foguetes que lançaram satélites ou partes de módulos de estações espaciais, satélites militares ou de comunicado desativados”, disse Augusto Almeida.

A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros informou que as análises preliminares também apontam para lixo espacial, mais especificamente de um foguete Longa Marcha 2C, lançado em 25 de janeiro de 2018, a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, sudoeste da China.

Alexsandro Mota, membro da Rede Brasileira de Observação de Meteoros explicou mais sobre o assunto “O foguete em si é formado por estágios, a medida que ele vai subindo para chegar ao espaço ele vai liberando esses estágios. Existia um estágio desse foguete Longa Marcha 2C que estava orbitando a Terra desde 2018, só que ele foi decaindo orbitalmente, como a gente fala”.

O lixo espacial foi perdendo a altitude devido ao choque com as moléculas do ar, com a perca de velocidade, a gravidade, por consequência, começa a atrair o corpo do foguete cada vez mais até a reentrada dele na atmosfera.

“Uma reentrada pode ocorrer com muita velocidade. A gente está falando de milhares de quilômetros por hora, a gente está falando de 7 mil km por hora. Por isso que fica todo aquele show luminoso no céu, porque a atmosfera sendo atingida por um objeto nessa velocidade vai ficar incandescente, então vai brilhar muito”, falou.

Por LagartoComoEuVejo.com.br com informações do G1

65sdg46sd5g4
PUBLICIDADE
  • Minas Telecom

Deixe uma resposta