Supermercado Couto

Campus da UFS de Lagarto recebe reunião sobre indicadores acadêmicos

Objetivo dos encontros é alinhar o planejamento e traçar estratégias de acordo com a realidade de cada local (Fotos: Pedro Ramos/AscomUFS)

A Universidade Federal de Sergipe está realizando reuniões em seus diversos campi para apresentação dos índices acadêmicos de cada local e alinhamento de estratégias. Na manhã desta quarta-feira, dia 27, foi a vez do campus de Lagarto, que recebeu com o reitor Valter Joviniano, os pró-reitores Dilton Maynard (de Graduação) e Marcelo Mendes (de Assuntos Estudantis) e Kleber Oliveira, da Superintendência de Indicadores de Desempenho Institucional. Os encontros têm o objetivo de alinhar o planejamento e traçar estratégias de acordo com a realidade de cada local, em diálogo com a direção do campus e os coordenadores dos cursos. O campus Lagarto tem uma taxa de sucesso de cerca de 62%, considerada alta pela gestão.

O reitor Valter Santana considera que a iniciativa é benéfica para a resolução de decisões. “Ter esses dados consolidados traz objetividade e concretude para os caminhos que a gente segue. É muito importante discutir a melhoria constante dos indicadores da graduação”, pontua. Ele também acredita que a participação dos docentes e gestão de cada campus é um fator fundamental para o êxito das ações. “Esse diálogo reflete muito a necessidade real, ouvindo quem de fato vivencia o local. Assim, nós podemos fazer essas organizações internas para a tomada de decisões viáveis”, pontua.

O diretor do campus de Lagarto, professor Makson Oliveira, acredita que os dados apresentados podem facilitar a tomada de decisões. “Teremos um acesso ao dado mais sistemático e mais fácil. Isso, aliado à tradição de acolhimento e proximidade com os alunos que temos aqui no campus, com certeza vai nos ajudar a estabelecer mais diálogos e encontrar caminhos”, observa. O vice-diretor do campus, professor André Barreto, também defende que o acesso aos dados permite o avanço de decisões. “A ferramenta nos permite traçar estratégias mais consolidadas, pois já temos um leque de ações e diálogos aqui do campus”, pontua.

Um exemplo desse diálogo é o que acontece no Departamento de Educação em Saúde, responsável por recepcionar os alunos do campus no primeiro ano de curso (durante esse período todos os discentes calouros entram no mesmo departamento, no segundo ano cada um segue as aulas de seu curso específico). “A pandemia nos trouxe grandes desafios. Percebemos que houve uma evasão no momento do retorno ao regime híbrido, pois muitos alunos são de outros locais e não tiveram condições de se fixar em Lagarto. Quando percebemos isso, ligamos para os discentes, quisemos saber caso a caso cada um uma das realidades vivenciadas por eles. Por isso, considero tão importante observar esses dados consolidados, pois eles refletem algumas percepções que tivemos na vivência do campus”, explica.

Ana Laura Farias / Campus de Lagarto

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui