Homicídio por arma de fogo é registrado no bairro Novo Horizonte

COMPARTILHAR

Por volta 21h desta segunda-feira (25) um homicídio por arma de fogo aconteceu no bairro Novo Horizonte, em Lagarto. A vítima foi identificada pelo nome de Bruna, transexual bastante conhecida na cidade.

A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo e caiu entre a calçada e a rua. As circunstâncias do homicídio ainda são desconhecidas. Populares relataram que ouviram um princípio de discussão antes dos disparos de arma de fogo.

No momento da publicação desta matéria a Polícia Militar estava no local da ocorrência. A cena do crime foi isolada e a criminalística foi acionada.

Por LagartoComoEuVejo.com.br
Atualização às 22h50

Publicidade

10 COMENTÁRIOS

    • Vc fala em uma maneira que parece estar debochando. Isso é uma coisa séria e outra é mais fascil ela ter ganhado dinheiro con o corpo dela , do que ela ter dado! Não é porque é TRANS que é bagunça não ! Vc conhecia a vítima?

      • Pouca falta de vergonha com comentários desnecessário e falta de respeito ao ser humano.
        Só se faz esse tipo de conteúdo porque sabe que não mostra de onde veio tal comentados.
        O site deveria mudar isso o mais breve possível e as autoridades deveriam ver isso com pessoas inescrupulosas e ridículas.

  1. Lembro desse rapaz quando era um adolescente que estudava no Evandro Mendes na época o nome dele era Jaiminho.
    Ele uma vez deu uma entrevista no jornal de sergipe sobre prostituição nos posto da BR.
    Fim triste !

  2. Devemos ter compaixão pela pessoa, independente do que ele seja ou infermisade que tenham , temos de amar o ser humano e ter solidariedade pela família

  3. Ivanne Gois, não tem jeito. Manter esse tipo de linguagem com pessoas que não compreendem a necessidade de cuidar do próximo e ter respeito é perda de tempo. Independente das causas, as pessoas estão dominadas pelo ódio e pela vingança. Que a família tenha paz e força de espírito para seguir bem!

  4. Infelizmente esse rapaz teve todas as oportunidades pra sair dessa vida, quantas vezes Deus não o poupou da morte, quantas chances Deus deu a ele pra se libertar. Infelizmente ele procurou e olhe a consequência de sua escolha. Ninguém morre em vão. Que ele encontre paz!

  5. Vamos deixar de julgar o próximo. O transexual não pode se defender pelo ato de covardia de alguns comentários expostos no site. Covardia dupla: assassinatos e comentários desumanos.

Os comentários desta postagem não representam a opinião do LCEV. A responsabilidade é do autor da mensagem.