Familiares de jogador aguardam corpo para sepultamento em Aracaju

COMPARTILHAR
Jogador sergipano foi uma das vítimas (Foto: Reprodução/ Facebook Chapecoense)

Os familiares do zagueiro Willian Thiego de Jesus, 30 anos, uma das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense na Colômbia, estão na expectativa de que o corpo do atleta seja trazido à Aracaju para que o velório e sepultamento sejam feitos em sua cidade natal. O irmão da vítima, que preferiu não gravar entrevista e nem ser identificado, comentou que ainda não há definições acerca do assunto, mas é da vontade da família que o enterro ocorra aqui.

A esposa de Thiego, que mora com a filha do casal em Chapecó, é a única fonte de contato da família do atleta. A ausência de informações oficiais é algo que também tem incomodado os familiares. Anteriormente, estava prevista a partida de um avião com familiares de todas as vítimas para reconhecimento dos corpos na Colômbia, mas um acordo entre governo colombiano e brasileiro autorizou o traslado dos corpos para São Paulo-SP, onde então seria feito o reconhecimento dos corpos. A previsão é de que até a próxima sexta-feira, 2, os corpos cheguem ao Brasil. A Força Aérea Brasileira já disponibilizou quatro aeronaves para a ação de traslado.

O acidente 

A queda do avião que transportava toda delegação da Chapecoense, jornalistas e tripulantes ocorreu nas primeiras horas da madrugada de terça-feira, 29. Eles tinham como destino Medellín, na Colômbia, onde fariam a final da Copa Sul-americana, segunda maior competição da América do Sul. As autoridades colombianas resgataram 71 corpos e seis sobreviventes.

Por Ícaro Novaes
Com informações da Agência Brasil

1 COMENTÁRIO

Faça seu comentário