Adrianinho, acusado de matar 17 pessoas, é preso em Aracaju

COMPARTILHAR

Uma ação rápida de militares da 3ª Companhia do 8º Batalhão de Polícia Comunitária (3ª Cia/ 8º BPCom), na noite desse domingo, 27, resultou na prisão de quatro pessoas em posse de três armas no bairro São Carlos. Entre os detidos, indivíduo conhecido como “Adrianinho”, recém-foragido do sistema penitenciário.

As guarnições Canguru 02 e 04 faziam blitz na Avenida Santa Gleide, quando avistaram um veículo Fiat/Palio manobrar bruscamente e empreender fuga. De imediato, os policiais iniciaram a perseguição ao carro, que acabou colidindo. Dos cinco ocupantes, um conseguiu fugir, mas o quarteto restante foi detido com três armas de fogo.

O grupo foi identificado como Beatriz Santana Gomes, de 21 anos; Jeferson L. dos Santos, de 23 anos; Igor Luiz Messias Santos, de 23 anos; e Adriano de Jesus Santos, de 34 anos, que no momento da prisão apresentou um documento de identificação com o nome de Felipe de Almeida Pérpetuo, de 25 anos. Adrianinho estava foragido do Presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória, desde julho.

Além dos adultos, também havia uma criança no carro, supostamente filha da mulher. Com os infratores, a polícia apreendeu três armas de fogo, munições, oito celulares e vários relógios de pulso. O caso foi levado à Delegacia Plantonista, onde o Adrianinho confirmou a sua verdadeira identidade.

“Adrianinho” 

De acordo com informações policiais, Adrianinho é considerado um criminoso de alta periculosidade. Em sua ficha criminal, constam cerca de 17 homicídios, uma fuga do sistema prisional, entre outras práticas delituosas. Em um dos casos, o infrator chegou a foragir fantasiado de mulher.

1 COMENTÁRIO

Faça seu comentário